Doença Venosa e Exercícios Físicos
 

Não se pode afirmar que a prática de exercícios físicos , seja ela com o objetivo de perda de peso ou para atividade cardiovascular (aptidão física) , provoque ou agrave varizes nos  membros inferiores. Ao contrário , as atividades físicas quando bem orientadas , aliviam os sintomas , melhorando o retorno venosos e a atividade da bomba muscular dos membros inferiores. Alguns fatores tais com gestações múltiplas , obesidade , sedentarismo , permanecer longos períodos em pé entre outros , agravam a doença venosa em pessoas que já tem a predisposição de desenvolvê-las. E para  essas pessoas portadoras de Varizes Membros Inferiores , existem exercícios físicos que são benéficos , pouco

favoráveis ou proibidos.

 
 

O que é uma meia elástica terapêutica?

Meia elástica é um produto utilizado no tratamento da doença venosa (varizes) e linfática (linfedema) e na profilaxia da trombose venosa (formação de coagulo nas pernas), prescrita pelo seu médico, após fazer as medidas do tornozelo, panturrilha e coxa, definir qual a compressão que deve ser utilizada.

Como deve ser utilizada a meia elástica terapêutica?

A meia elástica deve ser vestida pela manhã, nos primeiros trinta minutos após levantar da cama e retirada no final da tarde, nunca durma com uma meia elástica, pois ela pode prejudicar a sua circulação arterial no membro inferior.

 

A meia elástica ¾ ou 7/8 pode cortar a minha circulação?

Não, a meia elástica é eletronicamente calibrada para exercer uma compressão que no tornozelo ela é 100% e vai decrescendo no sentido da coxa, portanto ela auxilia o retorno do sangue venoso.

Não, a meia elástica é eletronicamente calibrada para exercer uma compressão que no tornozelo ela é 100% e vai decrescendo no sentido da coxa, portanto ela auxilia o retorno do sangue venoso.

 

Qual a compressão ideal que devo utilizar?

Depende da intensidade da patologia: Se for insuficiência venosa inicial entre 15 a 20 milímetros de mercúrio (mmHg) seria o suficiente, com quadro intermediário você teria uma compressão de 20-30 mmHg , e nos quadro avançados entre 30-40 mmHg. Nos quadro de linfedema, o inchaço é mais rebelde a compressão pode chegar até a 40-50 mmHg.

 

E na prevenção da trombose venosa, qual a meia que devo utilizar?

Na prevenção da trombose venosa, sempre é utilizado uma meia ANTI-TROMBO, com 18-23 mmHg no tornozelo, sempre branca, sem ponteira, deve ser utilizada no médio e alto risco de trombose venosa (paciente acamado, pós-operatório prolongado, fraturas, trauma, distúrbios do sangue, etc)

 

O que são varizes?

É o aumento ou dilatação das veias dos membros inferiores. Em razão disso, elas podem ficar alongadas e tortuosas. Existem basicamente três tipos de varizes: tronculares, reticulares e as microvarizes.

O que provoca?

Não há única causa. Podem decorrer de fatores genéticos ou de irregularidades hormonais, gestações múltiplas, uso de pílulas anticoncepcional, obesidade, sedentarismo, etc.

 

Quais são os sintomas mais frequentes?

Se após longos períodos em pé, a pessoa sentir dores, sensação de peso e cansaço nas pernas, prurido ou cãimbras noturnas deve procurar um angiologista, pois estes são os sintomas mais frequentes de varizes. Com o passar do tempo o quadro pode evoluir para inflamações das veias (febrites), que se caracterizam pelo escurecimento da região próxima ao tornozelo e, nos casos mais graves da doença, evoluir para úlceras de pernas ou trombo.

Tanto as mulheres quanto os homens podem ter varizes?

Sim. As varizes acometem 20% da população, sendo mais frequente em mulheres do que em homens.

 

As varizes são um problema de saúde ou estético?

Isolados, aqueles vasinhos vermelhos não representam um problema de saúde. Mas, geralmente, eles surgem combinados com veias maiores, já dilatadas e sinuosas. Mesmo que elas não sejam aparentes, se você sente dores, inchaço e ardência nas pernas, vale a pena procurar um médico angiologista.

 

Atividade física provoca varizes?

Não se pode afirmar que a prática de exercícios físicos, seja ela com o objetivo de perda de peso ou para atividade cardiovascular (aptidão física), provoque ou agrave varizes nos membros inferiores. Ao contrário, as atividades físicas quando bem orientadas, aliviam os sintomas, melhorando o retorno venoso e a atividade da bomba muscular dos membros inferiores. Ginástica de alto impacto deve ser evitada como, por exemplo, prática de halterofilismo. Caminhada, aeróbica, natação (hidroginástica), ballet, etc., são extremamente saudáveis pois ajudam na circulação venosa, melhorando o quadro do paciente com varizes.

Subir escada, usar salto, depilar com cera quente, provoca varizes?

Não. Isto não é verdade. O uso de salto alto pode provocar dor nas pernas, por questão de postura, pois tira o eixo da coluna em relação aos membros inferiores. O salto mais recomendado para o portador de varizes é o anabela. Subir escadas ou depilar com cera não provoca varizes.

 

Qual o papel das meias elásticas nas doenças venosas?

A meia elástica é o melhor tratamento clínico na insuficiência venosa. Quando prescrita corretamente e com a compressão adequada, evita a dor e o inchaço. Toda meia elástica terapêutica tem a sua compressão decrescente do tornozelo para coxa . . . 

É possível tratar as varizes durante a gravidez?

Os médicos recomendam que qualquer tratamento, especialmente o cirúrgico, seja realizado no mínimo três meses depois do parto.

 

Existem medicamentos capazes de evitar varizes?

Não há provas científicas de que os medicamentos disponíveis atuem nesse sentido. Sua eficácia se restringe a diminuir as dores e o inchaço.

Quais os tipos de tratamento para varizes?

Como toda doença crônica, quanto antes iniciar o tratamento melhor. Há o tratamento clínico que consiste no uso de medicações e/ou o uso de meias elásticas. O cirúrgico, que é o melhor deles, pois é o único que elimina as veias doentes. Pode ser feito com anestesia local ou bloqueio, como por exemplo a raquianestesia. E, finalmente, a escleroterapia que é a secagem dos pequenos vasinhos.

 

Quando o Laser é indicado para o tratamento das varizes?

O Laser é um grande avanço no tratamento das varizes, sendo indicado no tratamento das microvarizes e das tronculares. Nas microvarizes o laser utilizado chama-se Vasculight, que dispensa o uso da agulha, diminuindo significativamente a dor. Já no tratamento cirúrgico para varizes tronculares, é utilizada uma fibra de Laser dentro da veia doente emitindo raios que reduzem seu calibre. O tempo de recuperação no pós operatório é menor que o da cirurgia convencional.

©  Dr. Marcondes Figueiredo 2020

Rua Marquez Póvoa, 88
Bairro Martins
Uberlândia - MG
CEP 38400-438